Após relacionamento abusivo, ex-Gang do Samba volta à sambar: ‘Arrependida’

apos-relacionamento-abusivo,-ex-gang-do-samba-volta-a-sambar:-‘arrependida’

Rosiane Pinheiro celebra a volta ao Carnaval após 20 anos longe dos desfiles como musa da Vai-Vai em São Paulo. Com fotos divulgadas com exclusividade à Quem, a ex-Gang do Samba confessa arrependimento por ter se afastado das escolas de samba e abre o coração sobre o que levou a dançarina, atriz e repórter a deixar a avenida por tanto tempo.

Apaixonada pelo Carnaval e pelo samba, ela chegou a ser rainha de agremiações do Rio de Janeiro e de São Paulo há mais de duas décadas. “Na época, eu estava na banda e me disseram: ‘ou você fica nas suas escolas ou na banda’ e eu lá atrás escolhi a banda e me arrependo muito, nunca deveria ter saído das escolas de samba”, explica.

A dançarina fez parte do grupo de 1997 a 2004. Anos depois, no começo de 2018, foi convidada para voltar a Gang do Samba e permaneceu na banda até junho de 2022. Além do conflito com a agenda do grupo musical, Rosiane ainda lidou com um grande trauma na vida pessoal. Um casamento marcado por uma relação abusiva, que chegou ao fim em 2015, é definido pela artista como “livramento de Deus”.

“Após todo esse processo com a banda, também passei por um relacionamento muito abusivo, no qual a pessoa controlava até as minhas roupas, meu dinheiro, minha casa, meu carro! Onde ele acabou me roubando e me deixando no fundo do poço! Por isso me afastei da mídia e de tudo que eu amo, entrei em depressão e fiquei muito acima do peso“, desabafa.