‘Eu fui burro’, diz Henry Winkler sobre recusar papel de ‘Grease’

Angela George via Wikimedia Commons News & Entretenimento
Henry Winkler © Angela George, via Wikimedia Commons.

Henry Winkler diz que o medo de ser rotulado o levou a recusar o papel principal em “Grease”, de 1978.

“Eu fui burro”, disse Winkler à revista People na edição desta semana. “Gastei tanta energia, tanto tempo… passei tantas noites sem dormir pensando: ‘Como posso não ser estigmatizado?'”

O homem de 77 anos estava no auge de sua fama em “Happy Days”, interpretando “Fonzie” vestindo uma jaqueta de couro, quando lhe foi oferecido o papel, e ele temia que o papel de Danny Zucko, que foi para John Travolta, iria classificá-lo.

O musical de 1978 foi um dos primeiros papéis principais de Travolta no cinema depois de sua atuação como Tony Manero em “Os Embalos de Sábado à Noite”.

“Você segue o fluxo”, aconselhou Winkler. “O que você faz é se preparar para se reinventar. Você faz algo completamente diferente e depois volta ao centro.”

Depois que “Happy Days” encerrou sua temporada de 11 temporadas em 1984, Winkler, como muitos outros artistas, lutou para lançar o segundo ato de sua carreira.

“Houve oito ou nove anos em que não consegui ser contratado porque era ‘The Fonz’, porque fui estigmatizado”, disse ele ao Today.com no início deste ano.

“Tive dores psíquicas que eram debilitantes porque não sabia o que fazer. Não sabia onde encontrar, fosse lá o que fosse. tinha um cachorro. Eu tinha um teto. Oh. Meu. Deus. “

Ele acabou criando sua própria produtora por “vontade e medo”.

Winkler disse à People que passou a maior parte de sua vida ansioso, mas acredita que a maior lição que aprendeu olhando para trás é “você não deve apenas ser tenaz, não apenas ser grato, mas também ser flexível”.